Por que estudar espiritualidade?

Muitos de nós chegamos aos estudos espiritualistas através do fantástico!

Fatos fantásticos, inexplicáveis ou sobrenaturais que ocorrem em nossas vidas despertam tanta curiosidade que nos sentimos impelidos a buscar uma explicação.

Infelizmente, no senso geral, acredita-se que os estudos espiritualistas (de maneira geral) são simples, como um jogo de respostas de sim ou não, com regras simples e bem definidas, como o conceito de que “se alguém não gosta de você significa que vocês tem um carma para resolver de vidas passadas”. Isso é tão superficial quanto dizer que o sentido da vida é o trabalho.

Se o sentido da vida é o trabalho, então as criança devem se preparar para ele e os anciãos devem se beneficiar dele, mas, na prática, a vida ainda tem sentido na saúde, no aprendizado, na família, no lazer, nas realizações pessoais que não tem nada a ver com fazer algo externamente.

Então, se você se antagoniza com alguém, a resposta sempre será as vidas passadas? Será mesmo? Será que o antagonismo não vem desta vida mesmo? Será que a pessoa vê em você o reflexo de alguém (outra pessoa) que ela não gosta? Será que não é só impressão sua? Será que não se trata apenas de diferenças entre a sua personalidade e a da outra pessoa? Será que ela não está sofrendo uma obsessão espiritual? Será que ela é assim só com você ou com todo mundo?

São tantas as possibilidades que não se pode resumir uma questão como essa a uma simples receita de bolo.

Alguém pode dizer que não acredita em espiritualidade, mas ela existe, independentemente de que se acredite ou não nela.

Há pouco tempo poderíamos dizer que o “teletransporte” era coisa de ficção científica ou uma “bobagem” de algum espiritualista que acredita em coisas que não existem. Pois é, cientistas dedicados à física quântica já conseguiram fazer isso em laboratório, transportando uma partícula de um lugar para outro. Isso mesmo, ela some de um lugar e aparece em outro e pior, pode até estar nos dois lugares ao mesmo tempo. (clique para ver a matéria)


Venha expandir seus conhecimentos com a Casa de Miguel Arcanjo
Clique aqui para ver nossos próximos Cursos


Alguns poderiam dizer que transformar chumbo em ouro é coisa de contos de fadas ou delírio de velhos alquimistas. Pois é, cientistas nos EUA fazem isso desde 1980 em aceleradores de partículas, e não só ouro como outros elementos também, provando que é possível. (clique para ver a matéria)

Mas enfim, não queremos aqui mudar a opinião de quem está resoluto em não acreditar e sim, fortalecer o posicionamento de quem quer ESTUDAR sobre espiritualidade, consciência humana e fenômenos sobrenaturais!

Eis a questão! Os estudos espiritualistas não são feitos de receitinhas de bolo…

São assuntos e mais assuntos, tomando uma extensão tão grande quanto qualquer outra matéria do conhecimento humano sobre a natureza.

Em mim esse caminho foi natural, pois, sempre as informações foram chegando e eu (com essa cabeça de cientista que não me larga), fui ao longo dos anos juntando informações, testando-as na prática, descantando aquilo que não procede e amoldando o que é real, mesmo que não seja tão palpável à maioria das pessoas.

jesus ensinandoPara a maioria das pessoas os fenômenos espirituais são como procurar planetas fora de nossa galáxia. Sabemos que eles existem, mas não conseguimos vê-los.

Outras, querem que esses estudos e práticas resolvam certas situações do seu dia-a-dia que nada tem a ver com a espiritualidade, mas sim, com o “fazer” e a “competência para fazer”. Como na máxima comumente usada: como você quer arrumar um emprego sem sair para entregar seus currículos!

Os estudos espiritualistas servem para fazer o ser humano se encontrar com sua própria natureza íntima e a natureza Divina das coisas que nos circundam. Serve para dar “brilho à vida”, sabendo-se que não somos como máquinas, que são programadas para executar aquela rotina.

Também serve para questões mais imediatas como ajudar a si ou a alguém a se livrar das drogas, das depressões, das “mortes internas”, da solidão, o desânimo, da maldade (aquilo que nos faz mal). Isso é o lado Fé e que está presente em todas as religiões.

Porém, para quem quer encontrar um sentido na vida além da Fé, precisa se aprofundar nas Ciências Espirituais e, é aí que entra o foco dos instrutores de locais como a Casa de Miguel Arcanjo: ensinar pessoas a terem ferramentas contra as doenças emocionais, a inveja, as amarrações, as simpatias, as obsessões espirituais, os relacionamentos desequilibrados, as traições, as bruxarias, magias negras e feitiçarias.

Viver bem e no bem é a resposta que eu mais ouço, mas, como se faz isso?

Vejo todos os dias as pessoas dando as receitas de como viver bem: “você deve buscar o equilíbrio”, “você deve ter fé”, “você deve compreender os outros”, “você deve, você deve e você deve”… mas, como se faz isso?

É como dizer para uma criança que para ela comprar algo que deseja, deve fazer seu orçamento e planejar suas finanças para tal objetivo.

Provavelmente ela vai virar pra você e dizer: “mas como eu faço isso?”.

Ou seja, você não consegue fazer algo que não aprendeu a fazer ainda. Por isso nos dedicamos a ensinar técnicas e passar experiências de vida que levem os alunos a “SABEREM O QUE FAZER” e não ficarem por aí dando cabeçadas ou serem enganadas por quem se aproveita da fragilidade.

A independência só vem com a sabedoria. Sem ela, tudo é areia movediça!

Na Casa de Miguel Arcanjo realizamos um trabalho sério, que só tem o propósito de ensinar instrumentos para que você seja independente e possa resolver suas próprias questões sem ter que depender de outras pessoas, que quase sempre, também não tem as respostas.

Estudamos muito para isso e, munidos da fraternidade e do desejo profundo de que a humanidade evolua, dedicamos nosso trabalho a você, buscador sincero!

Nossa Casa está aberta, venha fazer parte desta egrégora!
Grande abraço,

Daniel Souza

2 comentários em “Por que estudar espiritualidade?

Deixe uma resposta

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.